Plano de Negócio: Passo a passo para montar uma estratégia de sucesso

Introdução

Alguma vez na sua vida você desejou algo e conseguiu conquistá-lo sem antes planejar como faria? Com certeza não! E se fez, seu caminho foi sem dúvidas mais longo e complicado. Por isso, para abrir o seu negócio não pode ser diferente, parte fundamental do planejamento de qualquer empresa, passa, obrigatoriamente, pela elaboração de um plano de negócio.

Plano de negócio, o que é?

Para você um plano de negócio é só mais um documento para “cumprir tabela”? Então, está na hora de você repensar sobre este assunto e descobrir que o plano de negócio é um dos primeiros passos que qualquer empreendedor precisa dar se deseja ser bem sucedido no mundo dos negócios!

Dito isso, agora você precisa saber que o plano de negócio é um instrumento que lhe oferecerá um parâmetro real do mercado em que deseja atuar e pode ser o divisor de águas entre o sucesso e fracasso de um novo negócio.

Cada plano de negócio deve ser desenvolvido de acordo com seu tipo de negócio, assim trata-se de um instrumento particular que apresenta singularidades de acordo com a ideia apresentada. Por isso, não pense que você resolverá a questão fazendo uma simples busca na internet, pois por mais que o modelo encontrado seja do mesmo ramo de atividade da sua ideia, os planos de negócio serão muito diferentes.

Assim, a elaboração de um plano de negócio é o passo inicial para a criação de um novo negócio ou para a expansão de uma empresa que já esteja em funcionamento. Ele deve ser usado para monitorar e acompanhar as alterações do negócio e do mercado com o intuito de proteger e preparar seu negócio para possíveis ameaças, assim como identificar novas oportunidades.

Por que você não pode deixar de fazer um plano de negócio?

O plano de negócio é uma ferramenta poderosa por diversos aspectos, mas principalmente por ser responsável por embasar e dar suporte a sua ideia de negócio. Pense nele como um mapa que irá orientá-lo pelo caminho do empreendedorismo.

Não ache você que o fato de elaborar um plano de negócio já garantirá a você um negócio lucrativo e bem sucedido. Mas com o seu plano de negócio em mãos será possível identificar e contornar riscos e problemas que fazem parte de um negócio.

Outro motivo pelo qual você não pode abrir mão do plano de negócio é porque ele será a porta de entrada para investidores e recursos. Por meio do seu plano de negócio um potencial investidor poderá verificar não apenas uma boa ideia de negócio, mas também o esforço e trabalho realizado para entender e identificar o mercado de atuação, assim como o produto ou serviço.

Como fazer um plano de negócio?

Não se engane, existe uma regrinha básica – mas muitas vezes ignorada – sobre o plano de negócio que precisa ser seguida: primeiro elabore e só depois execute.

Após ter a sua ideia de negócio é hora de validá-la e entender todas as questões que o envolve, antes de já ir logo abrindo as portas.

É necessário avaliar se a sua ideia de negócio é válida e aceita no mercado, entender o tamanho do investimento que deverá ser feito e quais são as etapas de desenvolvimento do negócio, assim como sua rotina de funcionamento e a previsão do retorno do investimento. E é com o plano de negócio que você fará todas essas constatações.

Tenha em mente que é no desenvolvimento do plano de negócio que você terá espaço para detalhar e aprofundar o máximo possível sobre os conhecimentos do seu negócio, prevendo assim possíveis erros e armadilhas, antecipando problemas e facilitando a gestão do seu negócio.

Por isso, para elaborar o seu plano de negócio de forma que alcance os resultados esperados e em um cenário realista, é necessário seguir os passos abaixo:

  1. Verifique se existe mercado e oportunidade para o negócio que pretende abrir. Um bom ponto de partida para isso é avaliar se a sua proposta irá solucionar realmente o problema ou necessidade de alguém.
  1. Pesquise, converse com pessoas para validar e avaliar a sua ideia. Você pode aproveitar para testar quantas vezes for necessário até chegar aonde deseja. 
  1. Identifique e mapeie todos os seus concorrentes, sejam eles diretos ou indiretos. É importante nesta etapa que você aponte o diferencial do seu negócio em relação aos deles e que ele fique bem claro. 
  1. Mantenha seus pés no chão. Não há problemas em sonhar, mas para a criação de um plano de negócio eficiente, quanto mais realista você for, maiores são as chances de obter sucesso na implantação dessa ferramenta. Afinal, você está lidando com dinheiro, seja o seu ou o de um investidor. 
  1. É indispensável que você simule diferentes cenários para a sua projeção de crescimento e lucratividade. Uma vez que todo empreendedor corre o risco de fazer suposições que nem sempre se concretizam, simular situações reais pode ajudá-lo a se manter fiel à realidade. 
  1. De nada adianta um plano de negócios bonito no papel e impossível na prática. Desenvolva um plano de negócio que seja executável, não imagine grandes parcerias ou cenários irreais, ou pior – não ignore fatores externos que podem influenciar seu negócio e que você não tem nenhum poder sobre suas consequências. 
  1. Em paralelo ao seu plano de negócio é importante que você ative sua rede de contatos para que se torne mais palpável a possibilidade de tirar a ideia do papel. Uma boa forma de fazer isso é contatando clientes e fornecedores por meio das redes sociais. 
  1. Seja resoluto. Não dê inúmeras voltas com intermináveis informações que seriam totalmente dispensáveis para seu plano de negócio. Descarte toda e qualquer informação que não seja essencial.
  1. Precisão deve ser a palavra de ordem para a elaboração de um plano de negócio com grandes chances de sucesso. Defina prazos para todas as etapas e determine os responsáveis por cada uma delas.
  1. Não ache que seu plano de negócio deva ser imutável. Flexibilidade é um dos segredos para o sucesso. A cada nova experiência com seu produto ou serviço e mercado você sentirá necessidade de alterar seu plano de negócio e não há problema algum com isso.

É fundamental que o seu plano de negócio esteja sempre atualizado e em movimento, documentando e refletindo todas as descobertas que você fez ao longo do caminho. As mudanças nos processos acontecerão e você não deverá temer isso, pois a resistências às alterações farão do seu plano de negócio apenas um instrumento ultrapassado e fadado ao fracasso.

O que fazer antes do plano de negócio?

Ter uma boa ideia para um negócio nem sempre quer dizer que ao tirá-la do papel, ela se tornará algo bem sucedido. Mesmo sendo uma excelente ideia ela precisa ser analisada para garantir que se torne um negócio eficiente e com grandes chances de crescimento.

Por isso, antes mesmo de colocar a mão na massa e começar a elaborar seu plano de negócio, reforço – como já dito anteriormente – a importância de validar a sua ideia de negócio.

Dica para validar a sua ideia de negócio

Está se perguntando como saber se a sua ideia é realmente boa e se vale a pena seguir em frente com seu plano de negócio? É simples, se faça as perguntas abaixo e responda sem rodeios.

Tenha em mente que as respostas realistas e positivas para cada uma dessas perguntas deixará sua ideia de negócio muito mais palpável e possível de ser avaliada. Caso as respostas obtidas não sejam suficientemente satisfatórias pode ser um alerta de que sua ideia precisa ser melhorada, e que talvez não valha a pena seguir em frente com seu plano de negócio.

Vamos ao exercício?! Responda as 7 perguntas abaixo e ao final faça a análise das respostas:

  • Qual o tamanho do mercado para o produto ou serviço que pretende trabalhar?
  • Este mercado já é consolidado e grande ou está em rápido crescimento?
  • O tamanho deste mercado atenderá às expectativas da sua empresa?
  • Há clientela suficiente para adquirir seu produto ou serviço?
  • Qual a margem de lucro possível de ser obtida neste mercado?
  • Será possível produzir esse produto com preço competitivo?

Conclusão

Chegamos ao final deste artigo e as principais dicas que podemos deixar para você, sobre o plano de negócio são: não pule esse passo fundamental para a concepção da sua empresa, e uma vez elaborado revise-o constantemente, mantendo o documento atualizado de acordo com a evolução e amadurecimento do seu negócio.

Pode até não ser simples o desenvolvimento de um plano de negócio, mas ao final você verá que valeu a pena dedicar um tempo para a criação do documento, pois ele pode significar o fracasso ou sucesso da sua empresa, antes mesmo de tirá-la do papel.

Aliar Sistemas