Converse conosco no Whatsapp

Risco fiscal: como isso pode gerar lucro para sua empresa.

Introdução

Você sabia que o Brasil é o país com a maior carga tributária da América Latina? Esta informação é resultado de um estudo feito para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) o qual também mostra que possuímos uma ampla diversidade de impostos, o que torna nosso sistema tributário um dos mais complexos.

Graças a essa complexidade e a falta de uma gestão fiscal organizada e eficiente, as empresas brasileiras estão mais passíveis de riscos fiscais, uma vez que precisam atender as diferentes exigências e se adequarem às legislações federais, estaduais e municipais para conseguirem manter suas atividades.

Se você não tem uma gestão fiscal e tributária no seu negócio, está na hora de repensar sobre o assunto. Afinal quanto antes a sua empresa estiver regular com as obrigações tributárias, mais distante dos riscos fiscais ela estará!

Então, continue essa leitura e saiba tudo o que precisa para evitar os riscos fiscais na sua empresa, implementando uma gestão tributária eficaz!


Entenda a importância da gestão fiscal

Diante de um contexto tributário complexo e oscilante, que os empresários brasileiros são submetidos, não trabalhar com uma política de controle fiscal é a certeza de se perder no meio do caminho e cometer erros que vão comprometer o seu bolso e até mesmo o futuro do negócio, conforme vimos acima.

Para minimizar impactos negativos, você deve implantar a gestão fiscal na sua empresa e tratá-la com a seriedade que ela requer.

Essa prática contempla o controle dos tributos devidos e pagos pela empresa e quando aplicada em conjunto com outras ações, a redução do risco fiscal é significativa.

Para que você entenda a importância de implementar uma gestão fiscal eficiente, separei algumas das muitas consequências causadas pelo despreparo das empresas para as questões tributárias, e a principal delas é o risco fiscal.


O que é o risco fiscal?

Com tantas obrigações fiscais que uma empresa precisa lidar, não é incomum que possuam qualquer irregularidade fiscal, o que as colocam em sérios riscos com a fiscalização.

Isso porque além de terem de gerenciar as atividades relacionadas ao funcionamento do negócio, gestores ainda precisam prestar esclarecimentos aos órgãos fazendários, manter organizados documentos e transmissões de obrigações acessórias conforme regime tributário.

São muitas questões para se atentar e um único descuido já é suficiente para que você esteja sob risco fiscal e tenha que conviver com a possibilidade de ser penalizado, simplesmente pelo fato de desconhecer alguma cláusula da complexa legislação tributária ou um esquecimento.

Principalmente nos últimos anos, esse risco se tornou ainda mais eminente com a implementação do sped fiscal que permite o cruzamento de dados, facilitando a identificação de irregularidades.

Consequentemente, o Fisco se tornou ainda mais rigoroso, aumentando também os riscos de autuação das empresas.

Esse não é o único problema causado pelo seu descuido com suas obrigações fiscais. Confira com quais riscos sua empresa pode sofrer e como evitá-los:


Conheça outras consequências para seu negócio

 – Regime tributário inadequado

Será que a sua empresa está inserida ao regime tributário mais adequado ao seu tipo de atividade? Sem uma gestão fiscal eficiente isso pode sim acontecer, e o pior é que você estará pagando impostos além ou aquém do que deveria, possibilitando que problemas futuros com o fisco surjam.

Basicamente existem 3 tipos de regime tributário no Brasil: simples nacional, lucro presumido e lucro real. Cada um deles possui exigências, benefícios e tributos distintos e são destinados a diferentes tipos de empresa. Você deve aderir ao regime mais indicado ao seu tipo de negócio e para saber qual deles deve optar, consulte um profissional especializado.

 – Pagamento de tributos de forma equivocada

Quando a sua empresa não conta com uma gestão fiscal correta, você não tem conhecimento das atualizações fiscais e tributárias que acontecem constantemente sobre os tributos e continua pagando-os de forma errada.

Daí o problema surgirá quando for pego pelo fisco, pois será multado e receberá sanções, medidas que comprometem o orçamento e trazem outros problemas.

 – Falta de controle no pagamento de tributos

Você é capaz de responder com facilidade quanto a sua empresa paga em tributos mensalmente? Se não, você tem um sério problema.

Primeiro porque antes de tudo os tributos devem compor o preço de venda da sua mercadoria, para que você não leve prejuízo.

Desconhecer a quantidade de tributos que paga impacta também na lucratividade e rentabilidade, e quando se der conta sua situação financeira pode não estar muito boa e o futuro da empresa comprometido.

 – Endividamento financeiro

Nunca se apegue à ideia de que dívidas com órgãos governamentais podem ser negociadas e pagas em muitos anos, pois a verdade por trás disso é que você está comprometendo as finanças da empresa por muito tempo, o que provavelmente estagnará o crescimento do negócio.

O poder de compra ficará reduzido, devido ao orçamento apertado, e você não conseguirá adquirir insumos essenciais para a empresa como, por exemplo, contratação de mão de obra, ampliação das atividades no mercado, prospecção de parceria e muitos outros.

 – Não utilização de créditos de impostos

Estar regular com as obrigações fiscais muitas vezes garante vantagens a empresas como, por exemplo, benefícios fiscais e acesso a crédito. Mesmo que sua empresa esteja a apenas um mês irregular já será o bastante para não conseguir utilizar o crédito e perder direitos conquistados com o pagamento regular das suas obrigações tributárias.

 – Impedimento de participação em licitações

A situação fiscal e tributária irregular de uma empresa tira dela o direito de participar de qualquer tipo de licitação, diminuindo as suas oportunidades de negócios. Quando por algum erro ainda assim a empresa consegue finalizar o processo de licitação ela poderá sofrer sanções administrativas, multas e processos.

 – Multas

De todos os riscos fiscais que sua empresa pode estar sujeita, a multa sem dúvidas é a que mais vai doer no bolso e causar prejuízos significativos. As multas podem variar de acordo com o tipo de irregularidade praticada pela empresa.

Em casos de atraso, a empresa é autuada com multa de até R$ 1.500,00 por mês-calendários ou fração correspondente ao atraso. Quando a questão se trata da não-declaração de valores transacionados, a multa pode chegar a 3%, ao mês, de todo o valor movimentado. Já para o não-pagamento de impostos a multa pode variar de 40% a 100%.


Como reduzir o risco fiscal em seu negócio?

 – Tenha profissionais qualificados para lidar com as questões tributárias.

Profissionais especializados na área tributária são fundamentais para qualquer empresa, pois são eles que vão garantir que tudo corra conforme o planejado na apuração dos impostos, créditos tributários e outras responsabilidades relacionadas ao fisco.

Se manter este profissional na sua equipe foge ao seu orçamento, vale a pena considerar a possibilidade de contratar uma empresa de contabilidade, solução que oferece um melhor custo-benefício.

 – Invista em um sistema de gestão

Para evitar possíveis erros de dados que podem comprometer a integridade da sua empresa e não perder prazos importantes relacionados às suas obrigações fiscais, invista em um sistema de gestão e tenha a segurança necessária para tocar seu negócio.

Soluções como a Aliar Sistema permitem que você não perca tempo se atualizando sobre as regras fiscais e suas obrigações. O software reduz significativamente seus riscos fiscais, contando com um exclusivo serviço de Inteligência Fiscal, que permite a atualização segura das informações fiscais no sistema e um atendimento qualificado para seu negócio não perder dinheiro e sofrer com multas.

 – Considere a possibilidade de ter uma consultoria fiscal

Se você está totalmente perdido e não faz nem ideia de por onde começar o seu controle tributário e fiscal, a minha sugestão é que conte com a ajuda de uma consultoria especializada para que assim seja implantada a gestão tributária e reduzido a zero o risco fiscal.

Profissionais experts no assunto terão o know-how necessário para constatar qualquer possível irregularidade e propor melhorias, assim como ajudar na definição de um planejamento tributário que ofereça menor carga tributária e elimine burocracias.

 – Conheça a fundo a agenda tributária

Você sabe exatamente os prazos de entrega ou datas de pagamentos das suas obrigações tributárias? Muito provável que não, mas você precisa ter esse controle e fazê-lo de forma integrada à agenda interna da sua empresa.

Você deve se atentar tanto para os prazos federais quanto aos municipais e estaduais, que alteram de acordo com a localidade, para assim conseguir evitar infrações fiscais.

 – Fique atento às mudanças tributárias

Constantemente acontecem mudanças nos mecanismos fiscais e tributários em nosso país, que você deve ter conhecimento. Só assim, conseguirá evitar que alguma nova obrigação passe despercebido e acabe tendo que lidar com sérias penalidades.

Por isso, mantenha-se sempre informado sobre as regras tributárias do país e suas possíveis alterações.


Conclusão

Ao longo deste texto buscamos te mostrar o quanto o risco fiscal pode ser prejudicial para o andamento e futuro do seu negócio.

Para evitar todas as consequências mencionadas ao longo do texto, não há outro caminho que não seja o de investir tempo e dinheiro na implementação de uma gestão fiscal eficiente, de modo a acompanhar as questões tributárias junto aos órgãos responsáveis e planejar a agenda tributária.

Esta é a melhor opção para você evitar problemas e dores de cabeça e ainda facilitar a rotina de trabalho, lançando mão de tecnologias e soluções como softwares de gestão.

Só assim, você terá a tranquilidade de saber que está em dia com todas as obrigações tributárias, e reduzir a zero o risco fiscal. Comece já a implementar a gestão fiscal na sua empresa e colha todos os benefícios dessa iniciativa.



Aliar, o sistema de gestão perfeito para a sua empresa. 

Aliar Sistemas